Terça-feira, 6 de Julho de 2004
Adenda II
Bem, ocasionalmente, lá vou actualizando os critérios para identificar os atrasados mentais que nos rodeiam e que todos nós em alguma altura personificámos na perfeição. Quem, por alguma razão que me ultrapassa, quiser ver os outros, carregue aqui e aqui.

Ponto 1 – Quem usar como punchline de todos os seus argumentos, a bela expressão “Ahhhhh Pooooiiiiisssss éééééé!!!!” (por alguma razão, dita em tom extremamente anasalado) é um atrasado mental. Também existe a variante mini (o “Ahhh Pooooiiisss”) que está a destronar a forma original do urro. Seja como for, quanto maior a duração da(s) referida(s) frase(s), pior! O “Dahhhh!” nem conta! Devia ser motivo para homícidio em legítima defesa.

Ponto 2 – Dentro do mesmo contexto, quem usar e abusar de frases de anúncios é um atrasado mental. Os exemplos mais conhecidos desta epidemia são o “What’ssssssss uaaaaaaa” do anúncio da Peugeot que, aqui há uns anos, toda a gente bramia; o “Sorte nada! Xampa!”, que se ouvia a toda a hora desde que a palavra sorte fosse proferida por alguém num raio de 150 metros; e o “Tou Xieemmm? É para mííeeemmmm!!!” que se ouvia sempre que alguém atendia um telemóvel. Aliás, os anúncios a telemóveis, a praga do milénio, ameaçam propagar um sem-número de tiradas do género. Protejam-se!

Ponto 3 – Quem começar todas as suas intervenções com o já mítico “É assim....” é um atrasado mental. Parto do princípio que, no período pré-Big brother, estas pessoas não conseguissem iniciar qualquer frase. Pois bem, ficam já a saber que, antes do BB, a língua portuguesa já contemplava algumas “muletas” do género. Usem-nas, porra! O “Eu, pessoalmente” também enerva, mas ainda se aceita.

Ponto 4 – Quem tiver um dos seguintes álbuns é um atrasado mental: Zucchero, Aqua, Ace of Base, Enya, Yanni, um qualquer de canto gregoriano com músicas dos Delfins, e, por último, um qualquer cujo título seja “NOW” seguido de um número.

Ponto 5 – Quem tiver o Nokia Tune como toque de telemóvel é atrasado mental. É quase unanimemente utilizado entre pessoas com mais de 40 anos e, estranhamente, só parece funcionar no nível de som máximo! E depois, como seria de esperar, estas pessoas nunca atendem logo. É para dar a impressão a quem está do outro lado que estão muito ocupadas, que têm uma vida e tal. Não querem parecer desesperadas e atender logo o telefone.

Ponto 6 - Pessoas que têm aquela merda de vaso meio enterrado no jardim de casa (como se aquilo fosse alguma relíquia arqueológica em que ninguém reparou durante séculos) são atrasadas mentais. Aquilo engana alguém? Também há aqueles que têm o baú do tesouro. E os da fonte com um puto de caracóis a mijar. É tudo da mesma laia.

Ponto 7 - Já agora, o mesmo se aplica àqueles cães de louça tamanho real! É inquestionável que, esteticamente, o seu valor é nulo. Então, para que é que raio aquilo serve? Até lhe podia reconhecer alguma função de segurança do perímetro, mas duvido que algum ladrão salte o muro, dê de caras com aquilo, diga “Foda-se! Um dálmata catatónico de louça!” e vá assaltar a casa do atrasado mental do vizinho do lado (que – pensa o gatuno –, por acaso, até tem um enigmático baú do tesouro e um raríssimo vaso Inca ou Maia que ainda deve valer uns cobres).

Ponto 8 – Outros atrasados mentais: aquelas pessoas que têm quadros daquele puto, todo ranhoso, a chorar e da Mona Lisa. São dois quadros distintos, óbvio! Não existe um quadro conjunto do puto a chorar e da Mona Lisa! (quem achou este esclarecimento deveras prestável, uma vez que estava a ficar confuso e questionava-se sobre a possível existência de uma obra conjunta desses dois ícones das paredes portuguesas, está muito perto de considerar a compra de um pote ou de um cão gigante para enfeitar o jardim).

Ponto 9 – Os casais de namorados que se comem (quase preeliminarmente) em filas são atrasados mentais. É este tipo de gente que perpetua a expressão mais horrível de todos os tempos: “O casal amigo”. Vão sair com um casal amigo? A sério? E eu aqui a pensar que iam sair com duas pessoas que não conheciam de lado nenhum. Que alívio!

Ponto 10 – Quem ainda souber fazer avarias (truques, chamem-lhe o que quiserem) com o Diablo é um atrasado mental. Quem, por manifesta sorte, não souber o que raio é Diablo, ignore este ponto e siga em frente. É o melhor.




Comentários:
De Anónimo a 29 de Abril de 2007 às 15:02
E aqueles que dizem "a minha esponja"?....


De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2007 às 12:07
Eu tenho mais alguns casos de atrasos mentais, que te esqueceste de referir:

1) Pessoas que usam calções com botas, são atrasadas mentais. Se as botas forem daquelas com pêlo (que fazem lembrar o calçado primitivo que se usava no Paleolítico), o grau de atraso é, substancialmente, maior.
Isto faz-me lembrar as, míticas, T-shirts de gola alta!

2)Pessoas que decoram o televisor com naperões, além de terem um atraso mental, deviam ser executadas por lapidação.

3)Pessoas que correm, com sofreguidão, atropelando todo, e qualquer, ser vivente (nem que seja uma idosa de 85 anos com andarilho), só para se sentarem no único lugar vago num autocarro, são, defenitivamente, atrasadas mentais.

4)Pessoas que dizem "pessublidade" quando, na realidade, deveriam dizer possibilidade, são atrasadas mentais. O mesmo de aplica a pessoas que dizem "quaise" (isto é irritante!!).

Ainda deve haver mais, mas agora não me ocorre nada.


De Anónimo a 15 de Fevereiro de 2007 às 22:21
pá subscrevo completamente o ponto 3!!!!!!


Comentar post

arquivos e isso
coisas menos coiso
digam que vão de minha parte
 Para deixar recado e assim
  • olhequenao@hotmail.com