Terça-feira, 8 de Novembro de 2005
Só cá faltava mais este…
Depois de me ter chegado aos ouvidos uma excelente notícia cinematográfica – o Harry Potter vai morrer num dos seus próximos filmes e só tenho pena de não ser eu a fazê-lo com um cutelo infectado cheio de tétano e vurmo –, eis que chega a tempestade depois da bonança: parece que vai haver um novo ‘Academia de Polícia’. A notícia, claro, deve ser recebida pelos amantes da sétima arte como o mesmo entusiasmo com que os pacientes na sala da espera para um exame à próstata ouvem uma enfermeira sussurrar ‘parece que o doutor entalou a mão e os dedos estão mesmo muito inchados’ para outra. Há-de haver um ou outro que encare aquilo, uns dedos grotescamente tumefactos, como uma boa notícia, como também haverão alguns para quem um novo ‘Academia de Polícia’ é motivo para felicidade e para uma espera ansiosa. Mas para a maior parte, quer uma notícia, quer outra, são recebidas com desespero. A estreia está prevista para 2006. Está então dado o primeiro passo para que este se torne num ano de apocalipse. Para isso, basta que, ao ‘Academia de Polícia’, se junte o lançamento de um álbum do Luís Represas e um papel principal numa novela para o Tozé Martinho.


Será o oitavo (?) episódio da série ‘Academia de Polícia’. Bem vistas as coisas, não é propriamente a chegada de um oitavo episódio que surpreende e escandaliza. Esse papel, o de surpreender, escandalizar, e, porque não dizê-lo, horrorizar o mundo, já foi desempenhado pelo segundo episódio da série. A partir do momento em que há uma sequela daquele primeiro filme, tudo passa a ser possível no mundo do cinema. Probabilidades de sucesso, ou sequer de algum bom gosto, desta sequela? Nenhumas, até porque, como se não bastasse a premissa idiota que sustenta o filme, alguns actores habituais já estão confirmados. Sendo assim, o Tackleberry, o sargento dos óculos espelhados e magnum prateada, será de longe a melhor personagem e o melhor actor, mas isso só porque morreu em 2001. Ver a Debbie Callahan de calções e t-shirt justa quando conta 35 primaveras não é com certeza a mesma coisa que vê-la nas mesmas vestes com 57 rigorosos e impiedosos invernos.

E será mesmo preciso mais um filme com um preto que imita um sensei que fala com a voz dobrada em inglês, ou que reproduz o som de megafones, feedback e electricidade estática? Como se estes não fossem já argumentos para não se fazer mais uma ‘Academia de Polícia’, ainda por lá aparece a irrefutável prova de que será irremediavelmente um péssimo filme: Steve Guttenberg. Este descendente do gajo que inventou a imprensa consegue dotar todos os seus filmes de um denominador comum. São todos tão maus filmes como ele é actor. Mas mesmo maus. Para verem como são maus, só digo que os melhores serão, à vontade, as porcarias dos dois ‘Cocoon’, o ‘Curto-circuito’ e os ‘Três Homens e um bebé/uma menina’. O gajo definia os filmes e, durante os anos 80, e como Steve entrava em muita coisa, alguns filmes, como veículo de promoção, chegam a avisar, nos seus traillers e nos posters, que ‘não tem o Steve Guttenberg!’ – ‘Without Steve Guttebberg!’. Tudo o resto era secundário.

Bem, preparem-se lá então. Porque, no próximo ano, está de volta mais uma sequela do filme que, há mais de vinte anos, tentou mostrar ao mundo como era engraçado ver o polícia mau com a cabeça enfiada no cu de um cavalo. Sim, alguém achou que sodomizar equídeos com a cabeça era o que faltava para o mundo rir mais e com mais força. E, tendo em conta que a série ‘Academia de Polícia’, valha-lhe isso, prima pela coerência – porque o primeiro é mau, mas o segundo é pior, o terceiro ainda é pior, e por aí adiante até ao sétimo –, este novo episódio promete.




Comentários:
De soeumesma a 22 de Dezembro de 2005 às 09:58
Ai credo! Notícias destas até me causam arrepios! Já quando o primeiro saiu (e eu tinha idade pra ser parva o suficiente pra gostar desta treta) eu detestei esta coisa. Isto é mesmo uma saga, na pior acepção da palavra! Ou deveria dizer chaga?


De Outro Telmo a 19 de Novembro de 2005 às 12:45
Um novo Rocky e um novo Rambo... Ja foi tudo devidamente anunciado!!! Preparem-se!


De Lisbon a 15 de Novembro de 2005 às 17:57
e k tal fazerem um novo Rocky? tb nao era mau...


De Outro Telmo a 13 de Novembro de 2005 às 13:51
Ironia um gajo chamar-se Sepultura e acabar por morrer? Estava a espera de que? So ha um Imortal! E se pensas que isso e ironia, que dizer de um gajo que esta vivo e se chama Boa-Morte?


De Mat a 11 de Novembro de 2005 às 10:50
O GM pode muita coisa, estimado Telmo.
Sabem que o Tackleberry, na realidade se chamava David Graf? E que "graf" em Neerlandês (nome oficial do lingua Holandêsa e Flamenga) significa SEPULTURA!
É de facto uma ironia do destino.


De Telmo a 10 de Novembro de 2005 às 15:03
O Mahoney (Steve Guttenberg) já não figurava no sete, desapareceu sem deixar rastos após o inferno de aparecer em sequências de straight to videos...
O GM bem podia fazer uma análise a alguns straight to viedos...
Enfim, bem haja
Glossário: straight to videos diz-se de filmes que não são distribuidos em salas de cinema e são comercializados como K7 videos (VHS/agora DVD)


De Anónimo a 9 de Novembro de 2005 às 17:37
http://escritaosesses.blogspot.com/


De João a 8 de Novembro de 2005 às 18:59
Se deu para fazer uma série, porque raio não haveria dar para mais um filme? Não vejo porque não fazê-lo,nem mesmo com esses argumentos que apresentas me convences que será mau.Só se vier para aí o gajo que dizia bem do "9 Canções" dizer bem do novo Academia, é que irei começar a ter dúvidas...


Comentar post

arquivos e isso
coisas menos coiso
digam que vão de minha parte
 Para deixar recado e assim
  • olhequenao@hotmail.com